sexta-feira, 27 de junho de 2008

para ler um pouquinho mais !

"O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem."

(Saint-Exupèry)



Descubra o Amor

Pegue um sorriso

e doe-o a quem jamais o teve.

Pegue um raio de sol
e faça-o voar lá onde reina a noite.

Descubra uma fonte
e faça banhar-se quem vive no lodo.


Pegue uma lágrima
e ponha-a no rosto de quem jamais chorou.

Pegue a coragem
e ponha-a no ânimo de quem não sabe lutar.

Descubra a vida

e narre-a quem não sabe entendê-la.

Pegue a esperança
e viva na sua luz.

Pegue a bondade
e doe-a a quem não sabe doar.


Descubra o amor
e faça-o conhecer o mundo.

(Mahatma Gandhi)




sala de vídeo !


Demorei a aceitar que estava amando alguém. Sei lá, esse tipo de situação, que você não é mais totalmente "independente", tem que pensar no outro também, me assusta.

Hoje eu sei o tempo que eu perdi (tá, não foi muito), não valorizando logo quem eu tinha.
Agora eu sei que na verdade, quando me sentia completa, não o era.
Me sinto muito feliz, completa como nunca.

E é só isso que eu queria dizer hoje.
Amem e se deixem ser amados.
O amor vale a pena.

(em homenagem ao namorado, que nunca vai ler isso mesmo!)

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence o vencedor,
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?
(Luís de Camões)

sala de vídeo !

Ontem eu fui assistir Hulk. É um pouco filme de nerd sim, mas é bem legal.
Vale a pena, me prendeu mais do que Agente 86, pelo menos.
O trailer:


quarta-feira, 25 de junho de 2008

O ódio tem melhor memória que o amor


(Honoré de Balzac)

Ódio, de acordo com Wikipédia, a enciclopédia livre:

O ódio é um sentimento de profunda antipatia, desgosto, aversão, raiva, rancor profundo, horror, inimizade ou repulsa contra uma pessoa ou algo, assim como o desejo de evitar, limitar ou destruir o seu objetivo.

O ódio pode se basear no medo a seu objetivo, já seja justificado ou não. O ódio é descrito com frequência como o contrário do amor, ou a amizade; outros, consideram a indiferença como o oposto do amor.

O ódio não é necessariamente irracional. É razoável odiar pessoas ou organizações que ameaçam ou fazem sofrer. O Ódio é mais profundo que a Raiva. Enquanto a Raiva seria predominantemente uma emoção, o Ódio seria, predominantemente, um sentimento. Paradoxalmente podemos dizer que o ódio é um afeto tão primitivo quanto o amor. Tanto quanto o amor, o ódio nasce de representações e desejos conscientes e inconscientes, os quais refletem mais ou menos o narcisismo fisiológico que nos faz pensar sermos muito especiais.



Meu ódio se resume à:
eu odeio que me acordem, eu odeio que depois que já me acordaram, queiram conversar comigo, odeio barulho de liquidificador, odeio cheiro de tempero enquanto eu ainda estou na cama.

eu odeio quando vou tomar banho e tem pouca água na caixa d'água e o aquecedor não liga (agruras de morar no último andar do prédio), odeio quando a rádio sai da estação e fica só chiando e eu tô no banho, odeio quando eu tô me vestindo no meu quarto e minha mãe fica batendo na porta porque quer entrar.

eu odeio os sermões do meu pai, eu odeio a voz estridente da minha mãe falando alto, eu odeio meus amigos me dizendo que eu sou velha, eu odeio quando eu não tô com vontade de sair e por isso eles gritam.

eu odeio quando deixo o carro morrer, eu odeio quando as pessoas cortam na minha frente e me fecham, eu odeio fazer baliza em carro sem direção hidráulica, eu odeio suar.

eu odeio fazer esportes, eu odeio quando o tênis desamarra, eu odeio computador lento, eu odeio conexão lenta, eu odeio sites fora do ar, eu odeio canais fora do ar.

eu odeio pessoas fedidas no metrô, eu odeio qualquer um dentro do metrô, eu odeio que fiquem me olhando. eu odeio pegar metrô em horário do rush, eu odeio ter que sair de casa certas vezes, mas odeio ainda mais ter que voltar pra casa.

eu odeio que leiam a revista que eu comprei antes de mim, eu odeio que leiam meus livros antes de mim, eu odeio emprestar livros pras pessoas que arreganham as páginas e fazem marcas na lombada, eu odeio dormir com o pé descoberto, eu odeio dormir com qualquer lençol/manta que seja fino e que balance com o vento, eu odeio ver as pessoas dormindo de pé de fora.

eu odeio chegar em casa cansada e ter muita coisa em cima da minha cama, eu odeio ter que arrumar a cama pra dormir, eu odeio celular me dando susto e vibrando quando tô pegando no sono, eu odeio (pouco) meu namorado me mandando mensagem as 8h da manhã dizendo que está tarde e me mandando acordar (só porque ele tem que acordar essa hora!). odeio que ponham a mão embaixo do meu braço, odeio lambida.

eu odeio dia de frio/chuva que eu tenho que sair, eu odeio não ter roupa de frio/chuva de sair, eu odeio ter que sair pra qualquer lugar que não seja praia/piscina quando tá muito sol,
eu odeio ter que desligar o ar condicionado em dias de muito calor, eu odeio ventilador ventando bem em cima de mim.

eu odeio retrucações, eu odeio que não retruquem, eu odeio objeções aos meus desejos.

eu odeio falta de dinheiro, eu odeio não encontrar o que eu quero no shopping, eu odeio não encontrar calças que me vistam bem, eu odeio quem usa calça que não veste bem e acha que tá abafando, eu odeio piriguetes, barangas e afins.

eu odeio dj/festa que só toca música ruim, eu odeio festa com pouca comida, eu odeio festa em que não sou bem servida, eu odeio lugares com banheiros horríveis.

eu odeio garçons lentos, odeio caixas mal-educadas de qualquer lugar, eu odeio pegadores de ingresso de cinema que se acham melhores do que todo mundo e são muito reclamões.

eu odeio quando me falam pra provar alguma coisa com uma cara muito feia, eu odeio prédios sem porteiro, eu odeio porteiros que demoram a interfonar/abrir portão e você tá na chuva, eu odeio quando você tá em alguma loja e a pessoa pergunta se você trabalha ali.

eu odeio quando não tem nenhum filme bom na locadora, eu odeio quando alugam filme que eu já vi, odeio quando não gostam do filme que eu escolhi.

eu odeio quando o telefone toca, eu não posso atender, corro, quando chego perto pára de tocar; eu odeio quando tocam a campainha e quando chego na porta não é ninguém.

odeio que me julguem sem me conhecer, odeio quem diz que me odeia e nem nunca falou comigo, odeio que achem que eu tenho cara de metida, que eu faço cara de nojo, odeio que me odeiem primeiro.

Provavelmente eu odeio mais um monte de coisa que não consigo me lembrar agora. Quem sabe depois eu não faça um segundo round ?!
Só sei que com tanto ódio no coração eu não posso ser muito normal.


"Meu ódio é o veneno que eu tomo, querendo que o outro morra."
(Ódio - Luxúria)


terça-feira, 24 de junho de 2008

sala de vídeo !

um cantinho para eu mostrar os vídeos que eu considero the best of youtube.

Na primeira edição do post, só poderia haver estréia de Maísa, apresentadora de primeira classe e cantora meu querido. Ela foi entrevistada na SPFW Primavera/Verão 2009.
Comentários dignos de uma diva, com certeza.

pra ler um pouquinho mais !

sobre: mudança/crescimento

Que vai ser quando crescer?
Vivem perguntando em redor. Que é ser?

É ter um corpo, um jeito, um nome?
Tenho os três. E sou?
Tenho de mudar quando crescer? Usar outro nome, corpo e jeito?
Ou a gente só principia a ser quando cresce?
É terrível, ser? Dói? É bom? É triste?

Ser; pronunciado tão depressa, e cabe tantas coisas?
Repito: Ser, Ser, Ser. Er. R.

Que vou ser quando crescer?

Sou obrigado a? Posso escolher?
Não dá para entender. Não vou ser.

Vou crescer assim mesmo.
Sem ser Esquecer.

(Carlos Drummond de Andrade)

para ler um pouquinho mais !

sobre: coragem/vida/mudanças

"Para viver, é preciso coragem. Tanto a semente intacta, como aquela que está rompendo sua casca têm as mesmas propriedades. Entretanto, só a que está rompendo sua casca é capaz de lançar-se na aventura da vida. Esta aventura requer uma ousadia única: descobrir que não se pode viver através da experiência dos outros, e estar disposto a entregar-se. Não se pode pegar os olhos de um, os ouvidos de outro, para saber de antemão o que vai acontecer; cada existência é diferente da outra.

Seja o que for que me espera, eu desejo estar com o coração aberto para receber. Que eu não tenha medo de colocar o meu braço no ombro de alguém, até que ele seja cortado. Que eu não tema fazer algo que ninguém fez antes, até que seja ferido. Deixe-me ser tolo hoje, porque a tolice é tudo que eu tenho para dar esta manhã; eu posso ser repreendido por isso, mas não tem importância. Amanhã, quem sabe, eu serei menos tolo."

(Kahlil Gibran)

Mudanças ou não


Hoje me lembrei que daqui a pouco mais que um mês eu começo a faculdade.E nunca estive tão perto de um momento de mudança tão grande.

Isso me faz pensar sobre mudanças.
Não gosto de mudanças. Não sei bem ao certo o porquê disso.
Acho muito mais cômodo, e por isso melhor, deixar sempre tudo como está.
Nada de muitas novidades, nada de muitas saídas, nada de muitas experiências novas.

Não gosto de mudanças, apesar de me adaptar rapidamente a elas e na maioria das vezes até gostar.
(Mas até eu ter certeza que quero mudar, e tentar me adaptar, demoro)

Sei que a vida é feita de mudanças, seja para uma coisa melhor, seja para algo pior. E tá, isso não me deixa irada.
Mas às vezes sinto como se não tivesse a coragem suficiente para enfrentar o que as mudanças trazem.
É, definitivamente é por isso que não gosto delas.

Como momentos efêmeros, tudo nos passa.
Tudo de bom, tudo de ruim.
E reparei que eu nunca aproveito o presente.
Quando a coisa é boa, sempre só consigo imaginar como vai ser quando acabar. Quando a coisa é ruim, só consigo imaginar quando vai acabar, e nunca "tiro uma lição" do que acontece.

"Viva o presente, carpe diem !"
É, são boas frases, bons estilos de vida para se adotar; mas não são para mim.
Sabe como é né, nada de mudanças até que estas sejam extremamente necessárias.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Sagitário

Não sei quanto a posição dos corpos celestes no momento em que nascemos pode nos influenciar. Mas acho que acreditar que existem forças maiores nos influenciando é mais fácil em certas situações, pois você passa a pensar que o problema não é com você, é uma série de fatores conjugados, como posição dos astros, esse tipo de coisa.

Quem não gosta de ler o horóscopo no jornal, por mais que este seja considerado inválido pelos reais astrólogos ?

Eu acredito. Quer dizer, não me deixo influenciar por nada ruim que o horóscopo diga (até porque eu me esqueço rápido, sempre), mas quando é coisa boa eu fico feliz até eu me esquecer.Mas o que mais me impressiona é quando leio o perfil de algum signo, e a descrição é totalmente condizente. E isso aconteceu comigo.

Eu acho que eu sou totalmente sagitariana mesmo. Depois alguém me diz o que achou.

- A MULHER DE SAGITÁRIO -

Nem sempre ela dirá coisas que você quer ouvir. Na maioria das vezes, ela vai deixa-lo arrepiado com suas observações desconcertantes e francas. Mas de vez em quando dirá coisas tão maravilhosas que vão faze-lo dançar de felicidade.

Ela talvez seja um pouco franca demais porque vê o mundo tal como ele é. Ela não gosta de mentiras, e dificilmente alguma mulher de sagitário costuma mentir. A menos que tenha um ascendente em capricórnio, esta mulher dificilmente conseguirá convencer as pessoas quando estiver contando uma mentira. E a gente tem que admitir que isto é uma ótima qualidade, não é?

As sagitarianas são muito independentes, e ambos os sexos mantém uma certa distância aos laços familiares. Quando quiser que ela faça algo, peça-lhe. Não tente mandar nela.

A técnica dos homens das cavernas não funciona com esta mulher. Ela não nasceu para ser mandada, odeia ter que receber ordens e abomina todo homem que tente aprisiona-la.

Ela gosta de ser protegida, mas não gosta de ser mandada. Nem mesmo seu pai consegue mandar nela, e não vai ser qualquer um que vai chegar e começar a dar ordens! Ela não abre mão da própria personalidade, da sua independência por homem nenhum. Deve ser por isso que as sagitarianas - logo atrás das aquarianas -, representam o maior numero de mulheres divorciadas!

Quanto mais nervosa ela fica, mais sarcástica e cínica se torna. A sagitariana pode manda-lo para o inferno com um grande sorriso nos lábios, depois de ridiculariza-lo na frente de todos.

Ela tem esta capacidade de torna-lo o palhaço, o bobo da côrte diante de uma grande platéia, e ainda sair por cima como se nem tivesse sentido a força de suas ofensas. Mas nem sempre ela será tão "amável" assim quando estiver realmente irritada. Enfrentar a raiva desta mulher não é a melhor coisa do mundo. Como todo sagitariano(homem ou mulher) ela não é de armar o barraco, mas se resolver faze-lo é melhor se esconder até a tempestade passar. Afinal, não é prudente brigar com um signo que é metade gente, metade cavalo, e a metade humana ainda está armada!

Feliz daquele que tem a sorte de ter uma mulher de sagitário como amiga. Ela alegrará suas festas, será sua melhor confidente e sempre estará ao seu lado quando todos seus amigos tiverem abandonado o barco. Ela é generosa, paciente e atenciosa com todos os amigos, por isso seu telefone sempre está tocando com algum amigo em busca de um bom papo ou de alguém para chorar suas mágoas. Se repararem bem, a maioria das sagitarianas sempre recebem telefonemas de amigos que nunca conseguem esquece-las, mesmo que estejam distantes.

Ela é uma das poucas mulheres que costuma ter amigos de infância. Sim, eu disse amigos. Os mesmos que rolavam com ela na rua enquanto jogavam bola, e que um dia perceberam que aquela garota com jeito desajeitado de moleque, que andava descalça, um dia se tornou uma linda mulher.

Tentem reparar em uma sagitariana andando. Vejam como a maioria costuma andar com o nariz empinado, parecendo um cavalo puro sangue. Reparem na graça do seu andar e na maneira com que olha para os lados. Vejam como ela é uma mulher elegante e confiante. A mania que elas tem de sempre olhar para frente com o nariz empinado é para ver o que está sempre mais diante. Para ela o mais importante sempre está no futuro, no que ela pode fazer para realizar seus sonhos. O passado serve apenas para dar boas gargalhadas, lembrando das loucuras que fez, e o presente serve para lembra-la de que está viva. Porém, o futuro é o que mais deixa esta mulher fascinada. Pergunte para ela como espera estar quando estiver com sessenta anos, e ela vai se descrever rica, feliz e realizada no amor. Ela se imagina tanto no futuro que pode esquecer o presente. Por isso é comum ela fazer comentários sobre o que o companheiro espera fazer aqui dez anos.

Ela é muito direta e independente, e pode ofender muitos homens com sua honestidade. Também costuma ter uma atitude um tanto displicente com o romance e seus relacionamentos que podem dar-lhe uma fama de mulher fria e insensível. Puro engano ! Ela se emociona ao assistir um filme triste e sonha com você durante as noites em que estiver solitária, mesmo que nunca confesse isto. É possível que ela tenha guardado todos os bilhetes de amor que você escreveu, restos de flores que enviou e a primeira entrada do cinema que foram juntos.Mas não espere ver este seu tesouro tão cedo. A sagitariana não gosta que mexam em seus segredinhos de amor. Deixar que você veja estes segredos é assumir que está apaixonada. E ela odeia sentir-se fragilizada!Quando este romance acaba, por dentro ela pode estar chorando, mas responderá com tanta inteligência e habilidade as perguntas dos amigos, que todos pensarão que tudo não passou de um simples namorico de verão. Mal sabem como ela pode estar arrasada por dentro.Às vezes ela ficará acordada pensando se o que sente pelo seu parceiro é amor ou amizade. Ele vai se sentir arrasado, afinal todo homem tem seu amor próprio.

A idade realmente não importa quando o assunto é a sagitariana. Elas permanecem meninas mesmo quando envelhecem. E elas adoram ser tratadas como meninas levadas que não param no canto, sempre prontas a correr na rua com os garotos! E, é esta alegria de viver, este eterno otimismo que enfeitiçam os homens de bom gosto! Nenhuma mulher pode ser tão apaixonada pela vida quanto a sagitariana, e transmitir este amor por todos os cantos por onde passa. Estar ao seu lado é viver o bom humor e acreditar no futuro. Não importa que ela tenha milhões de amigos que ocupam grande parte do seu tempo, nem que passe o tempo todo planejando viagens ou sonhos que ainda quer realizar.

Nenhuma mulher pode ser tão apaixonada pela vida quanto a sagitariana, e transmitir este amor por todos os cantos por onde passa. Estar ao seu lado é viver o bom humor e acreditar no futuro. Não importa que ela tenha milhões de amigos que ocupam grande parte do seu tempo, nem que passe o tempo todo planejando viagens ou sonhos que ainda quer realizar.

Amar uma mulher de sagitário é recompensador e nunca é monótono. Não importa que ela não tenha aprendido a dizer o quanto nos ama, que tenham um certo bloqueio para expressar suas emoções em palavras. Nenhuma mulher beija tão bem ou tem um abraço tão quente e apaixonado quanto o dela; nem conseguem olhar com tanto carinho com aqueles olhos brilhantes que penetram em nossos corações tal qual a seta do arqueiro de Sagitário.

para ler um pouquinho mais !

sobre: felicidade


"Ninguém tem a felicidade garantida.
A vida simplesmente dá tempo e espaço a cada pessoa.
Depende de cada um enchê-los de alegria."
(S. Brown)

domingo, 22 de junho de 2008

pra ler um pouquinho mais !

Pra dividir uma das coisas que eu mais gosto na vida: a leitura !
Esse de agora é referente ao post anterior a esse último.

"Às vezes as pessoas são bonitas.
Não pela aparência física.
Nem pelo que dizem.
Só pelo que são."
(Eu sou o mensageiro - Markus Zusak)

É impossível ser feliz sozinho

Às vezes meu lado velho aflora consideravelmente.
(Na verdade eu acho que meu lado velho domina, meu lado garota aflora)


Ontem decidi que ia sair, apesar de só terem mais duas pessoas pra sair comigo (mas tudo bem, era o namorado e o melhor amigo).

Saí de casa praticamente sem rumo, não sabiam para onde queriam ir, só era sabido que queriam sair.
(E se t
em uma coisa que eu odeio é falta de planos)

Até chegarmos ao reduto da alternatividade carioca, me xingaram de velha um monte de vezes só porque eu reclamava "um pouquinho".
Mas tudo bem, até que valeu a pena, foi divertidinho, afinal reunir-se o é o que importa.


Eu sou a velha, a galera é garota. E nós nos completamos !
Já imaginou se todas as pessoas fossem iguais ? Se todo mundo pensasse igual, sentisse igual, gostasse igual ?
Ninguém ia complain your ideas, ninguém contrariaria seus desejos .. Não ia ter mais graça, e nenhum crescimento !

Precisamos uns dos outros para sermos felizes .. precisamos trocar experiências, pois a felicidade só é possível de ser conquistada em algum tipo de relação.
As emoções que sentimos só são possíveis porque existem os outros, se não não haveria como avaliar nossos sentimentos.

Por mais que se diga que é funtamental saber ser feliz sozinho, porque é muito importante sentir-se bem consigo mesmo para se tornar capacitado a trazer felicidade aqueles que nos rodeiam, na minha visão é muito mais importante saber ser feliz acompanhado. Isso pode causar uma dependência aos outros, mas é muito mais legal.

"A felicidade não é um lugar aonde chegaremos um dia, é uma forma de vida, uma maneira de caminhar".

sábado, 21 de junho de 2008

O essencial é invisível aos olhos e só se vê bem com o coração

"As feias que me desculpem, mas beleza é fundamental"
Vinícius de Moraes


Certamente, essa só poderia ser uma declaração de alguém que vivia rodeado de mulheres, e não se importava em olhar alguém mais a fundo. Esta não é uma das mais felizes comparações.
Na vida real, isso é apenas um devaneio.

Mas .. fugir aos padrões de beleza tradicionais influenciam a vida de uma pessoa até que ponto ?

Para um primeiro contato, para que haja uma atração, beleza até se faz um pouco necessária .. mas não mais do que isso !
até porque não existem pessoas feias .. existem pessoas mal cuidadas !

A fase de pré-adolescência/adolescência com certeza é uma das mais cruéis para todos. Chamar a atenção é fundamental, ainda que você seja um completo retardado.
O importante é você ter muitos amigos .. ser "ícone", ser paqueradinha .. ainda que só tire notas ruins ..

Não sei como me sinto quanto a isso, mal eu acho. Me tornei "apresentável" após os quinze, dezesseis anos. E só consigo me lembrar de como conseguia ser "má" com as pessoas, mesmo sendo do mesmo jeito que elas.

Após um tempo pensando nesse assunto, penso que do jeito que fui má com as pessoas, sofri algumas vezes também; até quem é meu amigo hoje já falou mal de mim.
Mas acabo por não ligar, pois acho que isso faz com que nos tornemos pessoas melhores após refletir.

E pra rebater a declaração de vinícius, algumas frases se aplicam muito bem, como "a beleza está nos olhos de quem vê", "quem ama o feio bonito lhe parece" ..

Mas agora, inspirada por uma amiga minha que está super nessa fase famosas sem maquiagem:


Ela vale algum milhão a menos por conta disso ?
(não!)

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Ciclo

Tudo é um ciclo. E isso quer dizer tudo mesmo.
Podemos incluir nessa afirmação desde o ciclo do nitrogênio às mudanças na música e na moda.

No que se refere à moda isso fica muito claro: Chanel na década de 20 revolucionou com seu corte de cabelo andrógino para a época, seus cortes retos, capas, blazers, colares compridos. E nem preciso dizer mais sobre o que é moda de novo, né.

Agora .. quanto a vida, as coisas nem sempre ocorrem como ciclo.
Mas me veio a cabeça esse negócio de ciclo por causa do blog mesmo.
Naquela fase de novinha, onde a onda era gifs animadinhos, um monte de nicks cheios de símbolos e sem nenhuma simbologia (que agora rendem risadas), o blog era pra contar as "novidades" (pois todo mundo estava sempre junto), mostrar as fotos, tudo para se ter bastante audiência.

Pra mim, agora é só pra falar sobre qualquer coisa, que para a minha sorte (?) ninguém vai ler.

Uma coisa me impressiona bastante (fora a minha capacidade de arranjar conexão com assuntos totalmente diferentes): desde esse tempo, pode tudo ter mudado, pode tudo voltar a ser como antes, meus amigos são todos os mesmos.
(com exceção daqueles que eu fiz questão de brigar com, sempre por motivos que outras pessoas julgaram ridículos, mas que muito me incomodavam)



Mas isso me deixa feliz. Eles são os que eu quero carregar pra toda vida.
Eu quero eles comigo por todo o meu ciclo.




quarta-feira, 18 de junho de 2008

Dots Aleatórios/Do Nome do Blog

As bolinhas aleatórias-tema me vieram de uma coluna de uma revista quinzenal que considero muito simpática .

Do nome do blog, segundo Wikipédia, a Enciclopédia Livre:

A palavra aleatoriedade é utilizada para exprimir quebra de ordem, propósito, causa ou previsibilidade em uma terminologia não científica. Um processo aleatório é o processo repetitivo cujo resultado não descreve um padrão determinístico, mas segue uma distribuição de probabilidade.

Na minha concepção, quer dizer mais ou menos que é porque eu vou escrever sobre tudo (ou nada).