sexta-feira, 27 de junho de 2008


Demorei a aceitar que estava amando alguém. Sei lá, esse tipo de situação, que você não é mais totalmente "independente", tem que pensar no outro também, me assusta.

Hoje eu sei o tempo que eu perdi (tá, não foi muito), não valorizando logo quem eu tinha.
Agora eu sei que na verdade, quando me sentia completa, não o era.
Me sinto muito feliz, completa como nunca.

E é só isso que eu queria dizer hoje.
Amem e se deixem ser amados.
O amor vale a pena.

(em homenagem ao namorado, que nunca vai ler isso mesmo!)

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence o vencedor,
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?
(Luís de Camões)

Nenhum comentário: