quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

happy new year

(Arundhati Roy)


To love. To be loved.
To never forget your own insignificance.
To never get used to the unspeakable violence and the vulgar disparity of life around you.
Too seek joy in the saddest places.
To pursue beauty to it's lair.
To never simplify what is complicated or complicate what is simple.
To respect strength, never power.
Above all, to watch.
To try understand.
To never look away.
And never, never, to forget.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

20 Life Lessons I Learned in My 20’s



1. If you're smiling right now, you're doing something right.

2. It's not so much what you say that counts, it's how you make people feel.

3. The biggest mistake you can make is doing nothing because you're scared to make a mistake.

4. No matter how it turns out, it always ends up just the way it should be. Either you succeed or you learn something. Win-win.

5. Freedom is the greatest gift. Self-sufficiency is the greatest freedom.

6. If you catch yourself working hard and loveing every minute of it, don't stop. You're on to something big. Because hard work ain't hard when you concentrate on your passions.

7. It's not about getting a chance, it's about taking a chance. You'll rarely be 100% sure doing nothing won't work. Sometimes you just have to go for it !

8. Complaining is like slapping yourself for slapping yourself. It doesn't solve the problem, it just hurts you more.

9. The one with nothing to hide is always the one left standing tall.

10. You can press forwars long after you can't. It's just a matter of wanting it bad enough.

11. There's a big difference between knowing and doing. Knowledge is basically useless without action.

12. In work and business, when they need you more than you need them, you have succeeded.

13. Everything that happens in life is neither good nor bad. It just depends on your perspective.

14. We are all weird. And life is weird. And when we find someone whose weirdness is compatiblem with ours, we call it love.

15. True friendship and true love do sustain the tests of distance and time.

16. You can't change who you are. You can only change what you know and how you apply this knowledge.

17. It is okay to be angry. It is never okay to be cruel.

18. Even when you feel like you have nothing, someone else likely has far less. Find them and help them. You'll see why.

19. Having a thousand credentials on the wall will not make you a decent human being. But genuinely helping one person everyday will.

20. Remeber, change happens for a reason. Roll with it. It won't be easy, but it will be worth it.


Happy B'Day for me !

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

I could tell you a million times and I'd still want to say it again.
(um ano e sete meses!)

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

shimbalaiê

Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras; viver um ano em segundos; não achar sonhos besteira; me encantar com um livro que fale sobre vaidade; quando mentir for preciso, poder falar a verdade.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009


love the people who treat you right, forget about the ones who don't; and believe that everything happens for a reason. if you get a chance, take it. if it changes your life - let it. nobody said that life would be easy, they just promised it would be worth it.
(harvey mackay)

sábado, 5 de dezembro de 2009

Think how different life would be if you had never met the one person who changed everything.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

we loved with a love that was more than love.
(edgar allan poe)

santa claus is coming to town

Chistmas waves a magic wand over this world, and behold, everything is softer and more beautiful.

(Norman Vincent Peale)

sábado, 28 de novembro de 2009

a movie quote

"The best love is the kind that awakens the soul and makes us reach for more, that plants a fire in our hearts and brings peace to our minds, and that's what you've given me."
(The Notebook)

sábado, 14 de novembro de 2009

ainda bem


Ainda Bem
Que você vive comigo
Porque senão
Como seria esta vida?
Sei lá, sei lá

Nos dias frios
Em que nós estamos juntos
Nos abraçamos sob o nosso conforto
De amar, de amar

Se há dores tudo fica mais fácil
Seu rosto silencia e faz parar
As flores que me manda são fato
Do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte
Seria o acaso e não sorte

Neste mundo de tantos anos
Entre tantos outros
Que sorte a nossa heim?
Entre tantas paixões
Esse encontro nós dois
Esse amor

Entre tantos outros
Entre tantos séculos
Que sorte a nossa heim?
Entre tantas paixões
Esse encontro nós dois esse amor

Entre tantas paixões
Esse encontro nós dois esse amor.

(um ano e meio!)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

inspiraçãozinha

Escrito por Regina Brett, 90 anos, Cleaveland - Ohio

"Para celebrar o envelhecer, uma vez eu escrevi 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais requisitada que eu já escrevi. Meu taxímetro chegou aos 90 em agosto, então, aqui está a coluna, mais uma vez:
1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.
3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.
4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.
5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.
7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.
8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele agüenta.
9. Poupe para a aposentadoria, começando com seu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.
11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente.
12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.
14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.
15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.
17. Desfaça-se de tudo o que não é útil, bonito e prazeroso.
18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.
19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.
20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite “não” como resposta.
21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Prepare-se bastante; depois, se deixe levar pela maré…
23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você.
26. Encare cada “chamado” desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo de todos.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.
31. Indepedentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar.
32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva…
33. Acredite em milagres.
34. Deus te ama por causa de quem Ele é, não pelo que você fez ou deixou de fazer.
35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.
36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.
37. Seus filhos só têm uma infância.
38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou.
39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.
41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.
42. O melhor está por vir.
43. Não importa como você se sinta, levante, se vista e apareça.
44. Produza.
45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente."

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

o princípio 90/10

(de Stephen Covey - porque era tudo que eu precisava ler hoje, eu acho)

Que princípio é este? Os 10% da vida estão relacionados com o que se passa com você, os outros 90% da vida estão relacionados com a forma como você reage ao que se passa com você.

O que isto quer dizer? Realmente, nós não temos controle sobre 10% do que nos sucede. Não podemos evitar que o carro enguice, que o avião atrase, que o semáforo fique no vermelho. Mas, você é quem determinará os outros
90%.

Como? Com sua reação.

Exemplo: você está tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa o café cair na sua camisa branca de trabalho. Você não tem controle sobre isto. O que acontecerá em seguida será determinado
por sua reação.

Então, você se irrita. Repreende severamente sua filha e ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa. E tem prosseguimento uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai mudar de camisa. Quando volta, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai pro trabalho,também contrariada. Você tem de levar sua filha, de carro, pra escola.
Como está atrasado, dirige em alta velocidade e é multado. Depois de 15 minutos de atraso, uma discussão com o guarda de trânsito e uma multa, vocês chegam à escola, onde sua filha entra, sem se despedir de você. Ao chegar atrasado ao escritório, você percebe que esqueceu sua maleta. Seu dia começou mal eparece que ficará pior. Você fica ansioso pro dia acabar e quando chega em casa, sua esposa e filha estão de cara fechada, em silêncio e frias com você.

Por quê? Por causa de sua reação ao acontecido no café da manhã. Pense: por que seu dia foi péssimo?
A) por causa do café?
B) por causa de sua filha?
C) por causa de sua esposa?
D) por causa da multa de trânsito?
E) por sua causa?

A resposta correta é a E. Você não teve controle sobre o que aconteceu com o café, mas o modo como você reagiu naqueles 5 minutos foi o que deixou seu dia ruim.

O café cai na sua camisa. Sua filha começa a chorar. Então, você diz a ela, gentilmente:"está bem, querida, você só precisa ter mais cuidado." Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui,dando adeus com a mão.

Notou a diferença? Duas situações iguais, que terminam muito diferente.
Por quê? Porque os outros 90% são determinados por sua reação.

Aqui temos um exemplo de como aplicar o Princípio 90/10. Se alguém diz algo negativo sobre você, não leve a sério, não deixe que os comentários negativos o afetem. Reaja apropriadamente e seu dia não ficará arruinado.

Como reagir a alguém que o atrapalha no trânsito? Você fica transtornado? Golpeia o volante? Xinga? Sua pressão sobe? O que acontece se você perder o emprego? Por que perder o sono e ficar tão chateado?

Isto não funcionará. Use a energia da preocupação para procurar outro trabalho. Seu vôo está atrasado, vai atrapalhar a sua programação do dia. Por que manifestar frustração com o funcionário do aeroporto? Ele não pode fazer nada. Use seu tempo para estudar, conhecer os outros passageiros. Estressar-se só piora as coisas.

Agora que você já conhece o Princípio 90/10, utilize-o. Você se surpreenderá com os resultados e não se arrependerá de usá-lo. Milhares de pessoas estão sofrendo de um stress que não vale a pena, sofrimentos,
problemas e dores de cabeça. Todos devemos conhecer e praticar o Princípio 90/10.

Pode mudar a nossa vida!

domingo, 1 de novembro de 2009

uma frase de amor


"Amo-te não por quem tu és, mas por quem sou quando estou contigo."

sábado, 24 de outubro de 2009

desculpa se te chamo de amor

\ Federico Moccia
Capítulo 87, página 312

"Porque o amor não é e não pode ser simples afeto. Não é hábito ou gentileza. O amor é loucura, é o coração que bate a duas mil, a luz que desce à noite em pleno pôr do sol, a vontade de se levantar de manhã, só para se olhar nos olhos.
E as folhas caem e parecem sóis e cai a neve da espuma do mar. E as duas estão tão juntas que parece um final."


terça-feira, 13 de outubro de 2009

samba em prelúdio

Eu sem você não tenho porque
Porque sem você não sei nem chorar
Sou chama sem luz
Jardim sem luar
Luar sem amor
Amor sem se dar

Eu sem você sou só desamor
Um barco sem mar
Um campo sem flor
Tristeza que vai
Tristeza que vem
Sem você meu amor eu não sou ninguém

(um ano e cinco meses!)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

meme complete


COMPLETE:
- Eu tenho: namorado
- Eu desejo: ganhar muito dinheiro
- Eu odeio: maçã farinhenta
- Eu escuto: bem
- Eu tenho medo de: pombo
- Eu não estou: de tpm
- Eu estou: cansada
- Eu perco: sempre o horário de Brazil's Next Top Model
- Eu preciso: ter vergonha na cara e não faltar à academia
- Me dói: no momento nada

SIM OU NÃO?
- Tem um diário? não
- Gosta de cozinhar? um pouco
- Gosta de tempestades? só quando não tenho que sair de casa
- Há algum segredo que vc não tenha contado à ninguém? acho que não
- Acredita no amor? sim
- Toma banho todos os dias? sim
- Quer casar? sim
- Quer ter filhos? mais pra sim do que pra não

QUAL É?
- A frase que mais usa no msn: "beijos" ?
- Sua banda favorita: não tenho
- Seu maior desejo: já disse ficar rica ?
- 3 Lugares estranhos em que vc transaria: oh shit !

OUTRAS PERGUNTAS
- Signo: sagitário
- Cor dos olhos: castanho escuro
- Numero favorito: 2
- Dia favorito: sábado
- Mês favorito: dezembro
- Estação do ano favorita: verão
- Café ou chá? nenhum dos dois

VOCÊ
- Tem problemas de auto estima: às vezes
- Abriria mão de ficar com alguém muito gato por respeito ao próximo: lógico ! sou muito mais o meu namorado !
- Iria a uma micareta: sim
- Cuidaria de amigos bêbados: sim
- Dá toco sem problema nenhum: sim

NAS ULTIMAS 24HS VC:
- Chorou ? sim
- Ajudou alguém ? acho que sim
- Ficou doente ? não
- Foi ao cinema ? não
- Disse “te amo” ? sim
- Escreveu uma carta ? não
- Falou com alguém ? sim
- Teve uma conversa séria? sim
- Perdeu alguém ? não
- Abraçou alguém ? não
- Brigou com algum parente ? sim
- Brigou com algum amigo ? não

ALGUMA VEZ VC PODERIA:
- Beijar alguém do mesmo sexo ? beijo beijinho ou beijo beijão ? beijo rosto sempre !
- Fazer sexo com alguem do mesmo sexo ? não
- Saltar de paraquedas ? não
- Cantar em um karaoke ? acho que não
- Ser vegetariano ? nunca
- Se embebedar ? muitas vezes
- Roubar uma loja ? não
- Se maquiar em publico ? sim, é muito ruim isso ?

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

rio 2016

(retirado de Jornal O Globo, edição do dia 05.10.2009,
Joaquim Ferreira dos Santos - Segundo Caderno, Página 10)

Sejam bem-vindos

O carioca apresenta-se ao mundo de 2016


Agora que somos olímpicos, e todos estão de olho, vou mostrar a cidade que mora cá comigo e começa aqui na esquina de Arpoador com o Largo da Mãe do Bispo, a ancestral Pedra do Sal, onde Tia Zulmira disse “Feijoada só é completa quando tem ambulância na porta”. Foi aqui também, numa noite em que a lua perfurava o nosso zinco, que nasceu o índio narigudo do estandarte do Cacique de Ramos. Sejam bemvindos, meus gringos, e já se lhes ouve ao longe, em saudação, a alvorada pela Orquestra Tabajara. Ninguém nos vence em vibração, aqui estão nossa estima e consideração. Sejam bem-vindos ao que Ivan Lessa chamou o Bananão. Reina, nos quatro cantos desta maracangalha praieira, a mais sincera sensação.

Cheguem-se aos bons, apertem os ossos que seu ouro é nosso. Raspem-se no capacho. De acordo com o ritual nativo, entornem ao santo, no pé do balcão, a primeira gota da primeira caipirinha. Dizem que fecha o corpo contra assalto. E, please, não reparem na bagunça da sala, observem as instruções de não fumar e desliguem seus pagers que a sessão já vai começar.

Somos assim. Peixe escorregadio, mané sagaz, gente boa. Tudo depende muito da hora do Brasil, do trânsito no Rebouças e do humor dos garçons do Bar Lagoa.

De sunga, vá pelo elevador de serviço. De chinelo, você não entra na churrascaria Majórica.

De medalhão no pescoço, leva dura da PM. A palavra de ordem tatuada na omoplata é relaxar. Do it. Jogamos lixo pela janela do carro, ocupamos todo o degrau da escada rolante e, sem dó, grafitamos azulejos do Portinari no Palácio Capanema. Normal. A quem reclama, dizemos “o incomodado que se mude” e fotografamos a cara do sujeito num prépago.

Ameaçamos. Voltaremos. Do poeta na calçada, arrancamos os óculos para que ele não se inspire em nossas mulheres nem conte para a polícia que viu a gangue da bicicleta.

Somos amigos dos amigos e escrevemos a sigla no muro do Colégio de Aplicação. Ninguém esquenta além da conta. Está na bandeira colocada ontem à noite pelo novo comando que ocupa o morro do Leme: “Felizes por natureza”.

Quando os professores terminarem a greve, iniciada por Darci Ribeiro no Calabouço, será dada aos senhores visitantes uma explicação mais racional do fenômeno. Quem somos? Para onde vamos depois da praia? Que time é teu? Qual o ônibus que passa na Toneleros? Por que o chope sem colarinho? Por enquanto, faça como os demais na fila do cartório. Be cool.

Todas essas perguntas caíram em exigência, precisam de que se reconheça a assinatura autenticada do requerente — e, por favor, em duas vias. Hoje é ponto facultativo, o guichê das respostas fechou. Volte para a semana que amanhã é Dia do Santo e depois de amanhã, feito o amor na boca do poeta, ninguém sabe o que será. De resto, querido gringo, junte-se aos bons. Já é! Fale com o corneteiro da Visconde de Pirajá, tente uma explicação com a esfinge daquele senhor na Pedra da Gávea, pague obrigações com a Mãe Valéria de Todos os Postes.

Eles também pesquisam os mistérios que se escondem nos corações desses humanos cariocas, alguns escritos há dez mil anos nos desenhos que os tatuís deixaram na praia.

Nunca ninguém saberá tudo sobre essa mania de aplaudir o primeiro pôr do sol do horário de verão, quem deu a ordem para desprezar o sinal vermelho depois das nove e quem foi o primeiro a gritar “corre, é arrastão”.

Definitivamente, demorar-se-á a sabê-lo.

Que adorável compulsão machadiana é esta de, assim que há quorum para fechar uma roda, alguém puxar os palitinhos do bolso e começar “Quero cinco”, “Me dá lona”. É a nossa bolsa de valores. Fotografe. Siga as ordens do guarda municipal, passa o da cerveja e, take it easy, relaxa maneiro. Olhe para a direita e veja as amendoeiras da Glória. Olhe para a esquerda e ouça o negão gritando “Arrepia, Salgueiro!”.

Somos felizes como pinto no lixo, na definição de Jamelão, catedrático do ritmo da nossa escola primeira. Somos uma cidade que a todos seduz, na definição do hino das ruas, porque de dia faltava água e de noite faltava luz, mas agora somos olímpicos. Ninguém se dá ao respeito, ninguém liga muito para o peito.

É a civilização construída em cima da exclamação “Que bunda!”, o mantra nacional.

Outra expressão em voga — sussurre no ouvido das arquitetas do Casa Cor que elas desfale-ce-rão — é sus-ten-ta-bi-li-da-de. Diga como se pingasse colírio, gota a gota, gata a gata.

O resto é maresia, aleivosia e poesia. Os homens têm olhos de azul ardósia. As mulheres zinem. O avião passa aos domingos na praia, buzina e mostra a faixa “Sexo é bom”.

Tem mais na próxima semana, mas foi o que eu consegui apurar para transmitir — Quem somos? Quem está com a mão amarela? Quem sabe o resultado do bicho? — aos novos visitantes.

Joguei búzios com tampinhas da cerveja barriguda Black Princess no Pavão Azul de Copacabana. Olhei nos mapas roubados do Arquivo Nacional que encontrei na feira da Praça Quinze. Ajustei a lupa sobre as cartas da princesa Isabel que um tataraneto vendeu por mil réis ao Sebo Seboso da Praça Tiradentes. Mexi na borra do café da Camila Pitanga. Eis o que consegui apurar para o perfil do carioca e gostaria de receber algum, pois poderia estar roubando, escrevendo crônica ou jogando areia na barraca do vizinho. Eu mais não soube porque os entrevistados desconfiaram de ser pesquisa para a venda de celular. É pau, é pedra, é nós na fita, reinventando os arcos do símbolo olímpico.

Zero de conduta, zero de informação e, de noite, Leite de Onça no Zero Zero. Fiquem à vontade, querem um copo de água do filtro?, e não reparem a gritaria que vem do primeiro andar.

Abram a janela sem medo que a temporada da dengue está longe. Relaxem. Ouçam à esquerda a sinfonia de pardais, ouçam à direita o convite à pamonha quentinha e ao fundo as mentiras que o repórter da “New Yorker” assacou contra nossa curiosa civilidade. Deixe no cofre do hotel o passaporte apenas por precaução, para evitar molhar no banho de mar a fantasia de todo meio-dia. That’s the real e grande carioca. Já disseram de tudo sobre essa gente humilde, sua cadeira na calçada e a vontade de chorar. Agora tem mais essa. Gente olímpica.

domingo, 4 de outubro de 2009

meme do negrito

Tudo o que estiver em negrito é verdade.

001. quando eu era mais novo tomei algumas decisões
002. eu tenho assistido muita tv ultimamente
003. eu adoro cogumelos
004. eu adoro dormir
005. eu tenho muitos livros
006. eu já dormi no banheiro uma vez
007. eu adoro jogar video game
008. eu adoro maconha
009. eu não só adoro, mas também fumo
010. eu sei a programação completa dos canais de desenho animado
011. eu gosto de tubarões e rio muito naqueles filmes ridículos
012. eu gosto de aranhas, eu as acho sensacionais, especialmente aquelas com cores vibrantes na parte de trás
013. eu nasci sem cabelo e ainda não tenho
014. eu gosto do Lula
015. eu sou legal
016. eu mudei muito mentalmente nesses últimos anos
017. eu tenho uma jacuzzi e um porsche
018. eu tenho muito o que aprender
019. eu carrego minha faca para qualquer lugar que eu vá
020. eu posso ser bem esperto… quando eu quero
021. eu nunca quebrei o osso de alguém
022. eu tenho um segredo
023. eu odeio chuva
025. punk rock é o melhor
026. eu odeio bill gates
027. eu adoro comida japonesa
028. eu odiaria ser famoso(a)
029. eu não sou uma pessoa que gosta da manhã
030. eu uso óculos
031. eu não uso óculos, com exceção dos escuros
032. eu tenho potencial
033. eu sou um japonês genuíno
034. minhas pernas tem tamanhos diferentes
035. eu tenho um irmão gêmeo
036. eu já usei chinelos rider mas eu odeio chinelo
037. eu posso escrever um rascunho sobre absolutamente nada
038. eu sou canhoto
039. eu odeio capivaras
040. eu não gosto de filmes de terror
041. eu odeio futebol
042. as pessoas me odeiam normalmente
043. eu gosto de música pop
044. eu dificilmente vou para a cama antes da meia-noite
045. eu odeio vagas de estacionamento
046. eu sei de cor o hino nacional
047. eu sei mais de uma língua
048. eu passo horas na frente do computador
049. na maioria das vezes quero jogar meu computador pela janela
050. eu moro numa casa
051. eu não gosto de chocolate
052. eu gostaria de ser mais original
053. eu minto
054. não dou para piadas de duplo sentido
055. eu quero conquistar o mundo
056. eu imagino como seria a vida pós-morte
057. eu já li todos os livros do Harry Potter
058. eu não sou popular
059. eu adoro fazer exercicios
060. eu odeio química demais
061. eu adoro escrever
062. eu gosto de mudanças na minha vida
063. eu odeio ir para a escola
065. eu odeio lavar louça
066. meu cabelo é longo, escuro e incrivelmente enrolado
067. meu pé é feio
068. eu uso aparelho nos dentes
069. eu gosto de dormir no chão
070. eu sou “sem noção” na cozinha
071. eu chupava meu dedão quando era criança
072. eu deveria estar fazendo outra coisa ao invés disso
073. estou sempre “on line” na net
074. eu odeio o governo
075. eu não tenho namorada(o)
076. eu sou bonzinho, até demais
077. eu adoro ler, quando tenho tempo
078. eu não acredito nos jornais
079. eu gosto de debates
080. eu vivo num trailer
081. eu limpo meu quarto uma vez por mês
082. eu não curto restaurante tipo “fast-food”
083. eu tenho o “terceiro-olho”
084. eu adoro moçambique
085. eu não acredito em nenhuma religião
086. eu costumava brincar com barbies só porque as meninas brincavam
087. eu queria ser um super herói quando criança
088. eu gosto de ouvir o barulho do vento
089. eu sou muito desorganizado(a)
090. meu cabelo é comprido e preto
091. eu ganho muito muito vento
092. eu não gosto de comida apimentada
093. eu tenho um diário
094. eu não sei andar com as mãos no chão
095. eu posso ser bem preguiçoso(a)
096. eu sou sarcástico
097. eu acho que meu cabelo às vezes irrita
098. eu posso ser sensível
099. eu gosto de ser anormal
100. eu tenho um olho mais escuro que o outro

domingo, 13 de setembro de 2009

This was unexpected, my soul’s connection to you. You stole my loneliness. No one knows that I was wishing for you, a thief, to enter my house of autonomy, that I had locked my doors but my windows were open, hoping, but not believing, you would enter.

oitava cor


Mais é muito mais
Que o calor de u
ma fogueira
Os vendavais que abal
am as cordilheiras
Pois entre
nós o amor não é de brincadeira, viu
É ter a mão fruta d
o
Do fundo d
e quintal
Não é a emoção das nuvens de algodão
Que vem e logo vão
É muito mais que os carnavais
Não acabam
quarta feira
E os nossos ais se perderam na poeira
Pois entre nós o amor não é de brincadeira, viu
É
atração de amor e fé
De um mundo sem igual
Aquela emoção in
teira

Pois é assim o nosso amo
r
D
o arco-íris a oitava cor
Um presente ao céu
Supra-su
mo do mel, acalanto
M
e faz dormir em paz
Pedra preciosa enfim que nos achou
Que ficou mai
s rica
Com o nosso amor
Num divino trof
éu
Para o mene
strel
E a cantar o amor que é mais
Laia, laia, la laia, laia laia la

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

"Cada vez que você acorda você já não deve mais se perguntar se ainda é capaz de mudar a própria vida. Deve se perguntar se ainda é realmente capaz de mudar a vida de alguém. Porque a única alegria maior do que ser feliz, é fazer alguém feliz. "

domingo, 16 de agosto de 2009

dueto

Consta nos astros, nos signos, nos búzios
Eu li num anúncio, eu vi no espelho, tá lá no evangelho, garantem os orixás
Serás o meu amor, serás a minha paz
Consta nos autos, nas bulas, nos dogmas
Eu fiz uma tese, eu li num tratado, está computado nos dados oficiais
Serás o meu amor, serás a minha paz
Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar
Mas se o destino insistir em nos separar
Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz
Consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela
Está no seguro, picharam no muro, mandei fazer um cartaz
Ses o meu amor, serás a minha paz
Consta nos mapas, nos lábios, nos lápis
Consta nos Ovnis, no Pravda, na Vodca


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

365


quem pergunta: Blog do Gaspa!

141. Ao comer, você deixa o melhor "bocado" para o final ou come logo no começo ?
Como logo um pedacinho no início pra ficar feliz e depois o último pedaço da coisa gostosa como por último.

142. Qual é a melhor qualidade e o pior defeito dos brasileiros ?
Brasileiros sabem conviver muito bem com as adversidades; brasileiros são muito influenciáveis a campanhas populistas, logo, acabam não escolhendo as melhores pessoas para o governo.

143. Você acha que os contatos das redes sociais são fracos ?
Depende dos laços. conhecer pessoas pela internet, na minha opinião, não faz laços fortes; mas manter contato com alguém que mora longe, por exemplo, faz com que os laços se estreitem.

144. Quantos contatos você tem em suas redes sociais ?
407 "amigos" no orkut.

145. Michael Jackson? E aí, já está enjoado de tanto blá blá sobre o Rei do Pop? Deixe aí sua critica.
Até que agora deu uma melhorada .. Mas a televisão não precisava nem estar ligada para ver notícias de Michael Jackson o tempo todo !

146. Você gostou da escolha do público para a última vaga do programa No Limite ?
Não acompanhei a votação.

147. Qual é a sua melhor lembrança dos tempos de escola ?
Estudar perto de casa e não precisar pegar nenhum meio de transporte pra chegar !

148. Qual era a sua história infantil favorita ?
Alice no País das Maravilhas ! mas a minha personagem favorita é a Jasmine !



149. Você usa o Twitter ? Qual é a melhor utilidade dele para você ?
Um pouquinho; adoro participar de promoções !

150. A "bolha" do Twitter vai murchar, como aconteceu com o Second Life ?
Acho que não.

365

quem pergunta: Blog do Gaspa!

131. O que um amigo/amiga jamais deve fazer ?
Trair o amigo.

132. O que você está achando da Reforma Ortográfica ?
Ainda vai demorar um pouco para me adaptar, mas acho que ficou um pouco mais fácil, com menos regras.

133. O que leva alguém a tentar suicídio ?
Uma mente muito fraca sem perspectivas.

134. Existe amizade entre homem e mulher ?
Sim.

135. Qual é a sua sobremesa favorita ?
Não sou muito de sobremesa, mas tô numa fase super Romeu e Julieta !

136. Finalmente você tira as tão esperadas férias e viaja, mas o tempo está péssimo e sem previsão de melhora. O que você faz ?
Continuo viajando, tentando aproveitar. Num dia de chuva é melhor estar se distraindo do que dentro de casa.

137. Qual era o seu brinquedo favorito quando você era criança ?
Quando eu era pequeninha mesmo, adorava um palhaço comprido que tinha que enfiar as pecinhas na forma certa, sabe ?

138. Se você fosse agradido(a) por seu maior ídolo, você o processaria ?
Lógico que sim ! até porque .. imagina o valor da indenização !

139. Se você pudesse ajudar milhares de crianças carentes, o que exatamente você faria ?
Criaria escolas para que elas mesmas possam estudar e construir um futuro sólido.

140. Michael Jackson morreu. Qual sua postura diante disso ?
Nenhuma. Não o conhecia, e apesar de toda a sua fama, não o considerava uma boa pessoa. Simplesmente nada.

sábado, 18 de julho de 2009

um pensamento

"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar."
(Machado de Assis)


quarta-feira, 15 de julho de 2009

as sem razões do amor

(by carlos drummond de andrade)

Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.
Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.
Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga, nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.
Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.

sábado, 13 de junho de 2009

soneto do amor total

(Vinícius de Moraes)

Amo-te tanto meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.
Amo-te enfim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.
Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.
E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

everything


You're a falling star
You're the getaway car
You're the line in the sand
When I go too far
You're the swimming pool
On an august day
And you're the perfect thing to say
And you play it cool but it's kinda cute
Oh when you smile at me you know exactly what you do
Baby don't pretend that you don't know it's true
Cause you can see it when I look at you

And in this crazy life

And through these crazy times
It's you
It's you
You make me sing
You're every line
You're every word
You're everything

You're a carousel

You're a wishing well
And you light me up
When you ring my bell
You're a mystery
You're from out of space
You're every minute of my every day

And I can't believe that i'm your girl

And I get to kiss you baby just because I can
Whatever comes our way
We'll see it through
And you know that's what our love can do

You're every song

And i sing along
Cause you're my everything

(Feliz Dia dos Namorados!)

segunda-feira, 1 de junho de 2009

quinta-feira, 21 de maio de 2009

1 Corinthians 13

4 Love is very patient and kind, never jealous or envious, never boastful or proud, 5 never haughty or selfish or rude. Love does not demand its own way. It is not irritable or touchy. It does not hold grudges and will hardly even notice when others do it wrong. 6 It is never glad about injustice, but rejoices whenever truth wins out 7 If you love someone you will be loyal to him no matter what the cost. You will always believe in him, always expect the best of him, and always stand your ground in defending him.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

momento sério



por favor, vote na enquete do meu trabalho de Educação Ambiental e Cidadania em : www.ondeestaooleo.blogspot.com !

quinta-feira, 14 de maio de 2009

uma frase de amor

"O tempo é muito lento para quem espera; muito rápido para quem insiste; muito longo para quem sofre; muito curto para quem aproveita; mas para quem ama o tempo não existe. "

ninguém é perfeito até que se apaixone

(tipo junto e misturado ! hahaha)

Vi isso de que "ninguém é perfeito até que se apaixone" em algum lugar .. não entendi muito bem se quer dizer que a pessoa que se apaixona se torna perfeita por ser completa ou se a pessoa por quem você se apaixona passa a parecer perfeita ..

Eu só sei que sou sim completa, mas longe de ser perfeita né ..
afinal, continuo a mesma implicante e reclamona de sempre, apesar de me sentir a melhor do mundo com você.

A eternidade é pequena pro nosso amor .

I do not love you as if you were salt-rose, or topaz, or the arrow of carnations the fire shoots off. I love you as certain dark things are to be loved, in secret, between the shadow and the soul.

I love you as the plant that never blooms but carries in itself the light of hidden flowers; thanks to your love a certain solid fragrance, risen from the earth, lives darkly in my body.

I love you without knowing how, or when, or from where. I love you straightforwardly, without complexities or pride; so I love you because I know no other way than this: Where “I” does not exist, nor “You”, so close that your hand on my chest is my hand, so close that your eyes close as I fall asleep.

(Pablo Neruda)

segunda-feira, 11 de maio de 2009

quem tem mãe tem tudo


Uma certeza que eu tenho é a de que todos nós já cansamos de ler e escrever mensagens, cartas, poemas, redações e declarações para as mães. Textos existem aos montes, de todos os tamanhos, formatos, jeitos, idiomas e intensidade.
Porém, uma coisa me incomoda, qual seja o fato de todos esses escritos versarem, em grande maioria, no mesmo sentido, de uma forma um tanto quanto homogênea, sem muita autenticidade, sem muita realidade, sem muita emoção e individualidade que merece cada uma de nossas mães.
Muito se fala nas virtudes das mães, elogia-se exacerbadamente, declara-se amor incondicional por essas mulheres, mas falta, ao meu ver, uma verdade maior em tudo isso. Falta, a quem escreve, individualizar a mensagem que deseja transmitir. Falta falar ao mundo para quem vão as palavras tão bonitas.
Um texto que se propõe a falar sobre uma mãe não deve ser um texto qualquer. Não pode ser um texto qualquer. Talvez seja o texto mais importante que a pessoa haverá de escrever, justamente em decorrência de ser ao mesmo tempo tão simples e tão complexo.
Um texto desse tipo não pode ser como uma receita de bolo, uma lista enumerada de virtudes e defeitos, um esboço pré-feito. Nada referente a uma mãe pode ser ensaiado, pré-meditado. Nada nesse sentido é previsível.
Deve-se encarar a importância de uma mãe pelo ser humano que ela é em nossas vidas. Deve-se levar em conta não apenas suas virtudes, mas seus defeitos que a tornam humana como nós.
Isso, contudo, jamais virá a desvirtuar a beleza que nasce de uma mãe, que vive com ela em todos os momentos e é transmitido para aqueles que desfrutam de todo seu amor.
Quando leio os textos que já escrevi sobre minha mãe, que minhas irmãs escreveram sobre ela, textos que já li por aí, cartões e demais escritos que sempre procurei com a melhor das intenções destinar a ela, vejo que existem muitas partes, conceitos e definições que se aplicam a ela, que a descrevem, que explicam sua beleza. Mas ao mesmo tempo me questiono até onde foram aquelas declarações. Se apenas se resumiam a um amontoado de palavras bonitas e emotivas relatando a minha mãe que eu a amava pelo fato da gratidão de ela ter me trazido ao mundo e aqui me mantido tão bem e protegido.
Percebi que não era isso, não era tão limitado o conceito que eu deveria ter de minha mãe. Ela era bem maior que tais coisas. Ela vai mais além e merece minha consideração, amor e respeito de receber uma declaração verdadeira por todo. Uma declaração só pra ela.
Foi então que eu vi que eu amava minha mãe por muitas outras coisas que iam bem além das palavras bonitas dos cartões. Amava-a, sobretudo, pela realidade e intensidade de nossa relação.
Amava-a e amo-a pelos momentos de apoio, pelas palavras curtas, breves e de grande mensagem, pelo falar manso e calmo, pela exaltação da voz em horas de raiva e nervosismo, pelo choro tímido, quase invisível para não mostrar aos filhos que em momentos também fraqueja, pelos desejos de boa noite e bons sonhos, pelas bênçãos, pelos carinhos na cabeça, pelas ameaças de palmada, pela decepção de uma nota ruim, pela alegria, sorriso e congratulações de uma medalha de honra ao mérito por ter sido o melhor aluno, pelo abraço confortável que dizia com o corpo mais aconchegante do mundo que eu estava protegido, pelas brigas bobas, discussões mais sérias, tempos sem conversa, sem olhares, reconciliações maravilhosas, chateações, teimosias, incapacidade de reconhecer que está errada, capacidade de fazer tudo pelos filhos, cobrança, desejo de sucesso, desejo de estar perto, desejo de que tudo dê certo. Desejo de que o mundo ame seu filho do jeito que ela ama. E desejo de sempre trazê-lo de volta para si, do jeito dela, com medo que ninguém mais o ame do jeito que ela ama. E assim, acertando e errando mostrando para mim, a magnitude da beleza de ser minha mãe.

segunda-feira, 27 de abril de 2009